Home / Análise/Opinião / Geraldo Alckmin avança, mas ainda não se consolida

Geraldo Alckmin avança, mas ainda não se consolida


Alckmin será o presidente do PSDB, mas terá desafios para se consolidar como “o candidato” da centro-direita à presidência da República

Por André Henrique

O momento não é de disputa pela presidência da República e sim pela consolidação de candidaturas, tendo em vista a fragmentação no PSDB e na centro-direita, e as nuvens de incertezas à esquerda, com a expectativa da inviabilização jurídica da candidatura de Lula à presidência da República.

Vai daí que como escrevi em artigo recente para o Independente, as batalhas do momento para o governador de SP são unir o PSDB e se consolidar como o candidato da centro-direita.

A primeira missão parece se cumprir. Tasso Jereissati e Marconi Perilo desistiram de disputar a presidência do PSDB em favor do governador de São Paulo.

Conclamado presidente do PSDB, na convenção de dezembro, Geraldo Alckmin entrará mais forte nas disputas que terá com rebeldes do centro político que poderão flertar com outras alternativas à presidência da República.

As confusões no PSDB também não terminaram. Para acalmar o PSDB governista, talvez Alckmin tenha de ceder a José Serra a vaga de candidato ao governo de São Paulo. O preferido do governador é o cientista político Luiz Felipe D’Ávilla. Mas Dória é pressionado por seus pares a entrar nessa briga; e o PSB, de Márcio França, vice-governador de SP, também cobiça a vaga. Desse imbróglio sairá muita faísca.

O PSDB está dividido e a centro-direita idem. Resultado da pulverização política causada pela Lava-Jato e pela falta de um pacto social entre as forças políticas e econômicas dominantes. O golpe parlamentar liderado por Aécio Neves e Michel Temer contra Dilma não produziu esse consenso. Esses fatores respondem em grande medida pela confusão no processo político.

(ANÁLISE) Por André Henrique, cientista político e jornalista do Independente e do Rede Popular

Veja Também

BIOMETRIA – Não haverá multa nem suspensão de documentos

Deu na fanpage do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo na manhã desta terça (21): ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *