Home / Análise/Opinião / Judiciário faz greve em plena crise econômica e com o país em luto por Marielle Franco

Judiciário faz greve em plena crise econômica e com o país em luto por Marielle Franco


O jornalista Vinicius Bernardi criticou a greve do poder judiciário

Por Vinicius Bernardi

Alguém notou a falta deles?

Ontem, quando boa parte do Brasil estava em luto pela execução de Marielle Franco, 62% dos juízes federais participaram de uma greve para defender o direito de auxílio moradia.

Uma falta de sensibilidade extrema com o momento que o país vive, seja pelo luto ou mesmo pela crise econômica e os milhões de desempregados.

Mesmo assim, a categoria mais bem remunerada do setor público (o teto salarial é de R$ 33,8 mil) manteve a greve para tentar garantir seus R$ 4.378 de auxílio moradia.

A propósito, só esse valor do auxílio já é maior que a média salarial do Brasil. E tem nome de auxílio pra mascarar o descumprimento do teto salarial.

Juízes precisam mesmo serem bem pagos, pois cumprem um trabalho que é perigoso e que requer muito estudo.

Só que o judiciário brasileiro já é um dos mais caros do mundo e, até ontem (dia da greve), 80 milhões de processos ainda aguardavam julgamento.

Enquanto isto, os crimes aumentam com as reduções nos gastos com educação, saúde e políticas públicas, ainda mais com essa iniciativa política desastrosa de segurança pública.

Sendo assim, parece que mais casos entrarão na fila para serem julgados por aqueles que ontem decidiram fazer greve pelo corporativismo.

Veja Também

Para além da hipocrisia e da negação da política

O Brasil tem um sistema político problemático. Fato. Mas não só, o arcabouço institucional em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *